Problema com a visualização da mensagem? Clique aqui.
Edição n. 68 – 16 de setembro de 2019 
 

Brasil consome 20% dos agrotóxicos altamente tóxicos

Pesquisa realizada pela organização Public Eye, Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida e a FASE revela detalhes sobre como a empresa Syngenta ganha bilhões vendendo venenos em países empobrecidos. Dos 120 ingredientes ativos de agrotóxicos produzidos pela empresa, 51 não estão autorizados em seu país de origem, a Suíça; 16 deles foram banidos devido ao impacto à saúde humana e ao meio ambiente. A Organização das Nações Unidas para Alimentação (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) estão entre as instituições que recomendam que os agrotóxicos considerados “altamente tóxicos” sejam eliminados gradualmente e substituídos por alternativas mais seguras

> SAIBA MAIS

 

Rodrigo Maia recebe petição em defesa do Cerrado e Caatinga

Entrega de mais de 500 mil assinaturas foi um marco da Campanha Nacional em Defesa do Cerrado

> SAIBA MAIS

 

A devastação do Cerrado segue ignorada

Maria do Socorro Teixeira Lima, da Rede Cerrado e quebradeira de coco babaçu, fala sobre sua origem e a relação com o bioma

> SAIBA MAIS

 

Programa Café Regional: "nas ondas do rádio na Amazônia"

A iniciativa da FASE na Amazônia na Rádio Rural de Santarém (PA), e apoio do Greenpeace, vai ao ar todos os sábados

>SAIBA MAIS

 

"Estão jogando no lixo 20 anos de investimento ambiental"

Em entrevista, Letícia Tura, diretora executiva da FASE, fala sobre o histórico do desmatamento na Amazônia

> SAIBA MAIS

 

Normandia: Abong repudia reintegração de posse

Maria Emília Pacheco, da FASE, diz que o despejo é uma violência de estado com graves consequências 

> SAIBA MAIS

 

MT: Relatório de Direitos Humanos e da Terra (2019)

Publicação expressa vivências e narrativas dos que buscam construir um mundo digno de bem-viver

> SAIBA MAIS

Nós respeitamos a sua privacidade e somos contra o spam.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele seu recebimento acessando aqui.