Problema com a visualização da mensagem? Clique aqui.

Edição nº 87                                                                                        09 de julho de 2020
 

Resistência e solidariedade: um capítulo a mais nas ações da FASE

Desde o anuncio da pandemia no Brasil, a FASE se engajou nas ações de solidariedade para fortalecer as existências e resistências das pessoas, grupos, coletivos e organizações que enfrentam as mais diversas desigualdades, a ausência de direitos e as várias formas de violências e de negação dos direitos em curso. Passados pouco mais de 100 dias, conseguimos apoiar 9.100 famílias através da doação de cestas básicas, além de 5.661 máscaras, 1.200 garrafas de água mineral, 720 sabonetes,3.210 remédios homeopáticos. Para isso, mobilizamos R$ 668.605,00 a partir da solidariedade e do compromisso de instituições nacionais e internacionais que nos apoiam. A FASE confirma, mais uma vez, o que já vem aprendendo ao longo dos seus quase 60 anos: agir em coletivo, compartilhando recursos, saberes, experiências, afetos é um ato político vital. É um dizer “sim à vida”. E assim seguiremos!

> SAIBA MAIS

O "teto de vidro" do governo aguentará?  

Em editorial, FASE reflete sobre as rachaduras do "teto de vidro" de Bolsonaro e seu aparente silêncio dos últimos dias

> SAIBA MAIS

 

"Quem cuida de quem cuida?" 

Em artigo, educadoras da FASE refletem sobre as consequências da pandemia na vida cotidiana das mulheres

> SAIBA MAIS

 

FASE e Fundação Banco do Brasil selam parceria 

O objetivo é distribuir alimentos da agricultura familiar durante a pandemia na Bahia e em Mato Grosso

> SAIBA MAIS

 

ES: Pescadores recebem alimentos agroecológicos 

FASE e MPA realizam ação de distribuição de alimentos em comunidade pesqueira

> SAIBA MAIS

 

BA: Ações solidárias para combater a pandemia 

FASE e Núcleo de Educação Popular se unem para produção e distribuição de máscaras de tecido em Ilhéus

> SAIBA MAIS

 

"Covid-19 mata tanto quando a falta de soro antiofídico"

Sara Pereira, da FASE, conta que as populações amazônidas padecem pela falta de assistência médica

> SAIBA MAIS



Acompanhe nossas redes sociais:

                              

Nós respeitamos a sua privacidade e somos contra o spam.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele seu recebimento acessando aqui.