Problema com a visualização da mensagem? Clique aqui.
Edição n. 17 - 28 de abril de 2016
 

Em nome de Deus e da família se vota contra a democracia brasileira

Temos na atual crise o desafio de lutar contra mais retrocessos e por um espaço de diálogo entre diversas expressões sociais populares. Em editorial, a FASE analisa a votação sobre o impedimento da presidenta Dilma Rousseff. Venceu o “sim” ao que muitas instituições, inclusive internacionais, caracterizam como golpe. Falou-se mais da “família” do que se houve ou não crime de responsabilidade. Lamentamos o uso de palavras autoritárias e preconceituosas, além da invocação demagógica de Deus. Lutamos por um Estado laico, ao mesmo que defendemos a diversidade religiosa. Lembramos que é preciso radicalizar a democracia, já que ainda hoje grande parte da população sofre golpes diários: balas de fuzil, remoções de casas, venenos nas lavouras, enfim, violações à vida.

> SAIBA MAIS

'Acionistas críticos' pedem saída da atual diretoria da Vale

Atingidas e atingidos pela Vale realizaram mobilizações no RJ

> SAIBA MAIS

 

20 anos de Carajás: "Não existe conquista sem luta"

Ulisses Manaças, do MST, fala sobre a reforma agrária de ontem e de hoje

> SAIBA MAIS

 

Jogos da Exclusão: campanha contra Lei das Olimpíadas

40 instituições apontam retrocessos caso norma seja aprovada

> SAIBA MAIS

 

FASE integra direção executiva da Abong até 2019

Associação realizou assembleia e debateu o contexto político do país

> SAIBA MAIS

 

Transnacionais, Estado e "desenvolvimento" na Pan Amazônica

Diana Aguiar, da FASE, explica relação entre "público e privado"

> SAIBA MAIS

 

Campanha faz 5 anos de luta contra agrotóxicos

Aniversário da campanha foi celebrado no Dia Mundial da Saúde

> SAIBA MAIS

 
 
Nós respeitamos a sua privacidade e somos contra o spam.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails, cancele seu recebimento acessando aqui.